5 ideias para tornar a gestão financeira de startups mais prática

Tempo de leitura: 4 minutos

Fazer a gestão financeira de startups pode ser uma tarefa complicada, principalmente para quem não tem conhecimentos específicos de administração. Considerando ainda o atual cenário econômico e que esse modelo de empresa tem equipes enxutas, essa pode ser uma tarefa ainda mais difícil.

Felizmente, algumas ideias podem tornar a gestão financeira de startups mais prática para que o time, e principalmente os gestores, possam focar em atividades que realmente impactam o crescimento do negócio. Para que você saiba quais são elas, separamos 5 ideias para te ajudar a controlar as finanças de forma muito mais simples.

1. Faça um bom planejamento financeiro

Assim como com as nossas finanças pessoais, as finanças da empresa também devem ser bem planejadas. Não adianta somente esperar que as futuras entradas superem os custos envolvidos para manter a startup, é preciso prever e listar tudo que você tem de gasto e tudo que terá de recebimento para entender se o balança vai ser positivo.

É importante também estudar bem o mercado e prever situações que possam afetar o mercado em que você está inserido. Faça isso mensalmente e, quando necessário, repense a estratégia da empresa para ajudar a controlar os custos e planejar o crescimento da startup como um todo.

2. Invista em um software para a gestão financeira de startups

Os softwares de gestão, também conhecidos como ERPs (do inglês Enterprise Resource Planning), são programas que centralizam a gestão financeira de startups em um só lugar. Para entender, pense em todos os vários processos que são essenciais para a gestão de uma empresa e que influenciam suas finanças.

Isso inclui o inventário e gerenciamento de pedidos, contabilidade, recursos humanos, gerenciamento do relacionamento com clientes e além. No seu nível mais básico, o software ERP integra essas várias funções em um sistema completo para agilizar processos e informações em toda a organização.

3. Aposte na contabilidade online

Da mesma forma que a tecnologia permitiu que a gestão de um negócio fosse centralizada em um ERP, ela também trouxe novidades para quem antes sofria com a contabilidade da empresa. A contabilidade online permite que todos os processos que antes precisam ser feitos presencialmente ou por meio de comprovantes em papel possam ser feitos digitalmente.

Por meio de um sistema de contabilidade online você controla toda a sua contabilidade, envia e recebe documentos e controla todos os pagamentos de impostos e folha de pagamento. Além disso, com toda sua contabilidade na nuvem, você consegue acessar os relatórios emitidos e documentos de onde quiser, no horário que quiser, bastando uma conexão com a Internet.

4. Não misture as finanças pessoais com as da empresa

Muitos empreendedores cometem esse erro básico que pode ser muito grave, especialmente na fase de crescimento da empresa. Utilizar a mesma conta para as finanças da empresa e as suas pode tornar a gestão financeira de startups muito complicada, já que impossibilita uma análise rápida das informações.

Considere optar por uma conta jurídica e definir um salário mensal que seja transferido à sua conta pessoal. Dessa forma, você poderá efetivamente ver quanto a startup está gerando de lucro e decidir como efetivamente usar esse montante para reinvestir no negócio e fazê-lo crescer.

5. Mantenha as informações sempre atualizadas

Informações desatualizadas podem não ser um problema exclusivo da gestão financeira da startup, mas é nessa área que elas podem causar maiores prejuízos ao negócio. Imagine por exemplo não manter um bom controle dos recebimentos da empresa? Ficaria impossível monitorar a inadimplência e fazer um plano de ação que mitigue a situação.

Para isso, o uso de um software ERP que converse com seu sistema de contabilidade online também pode ser uma ótima saída. Dessa forma, todos os dados implantados no ERP já serão enviados automaticamente para que a contabilidade da empresa seja feita sem erros.

Lançar uma startup no mercado demanda bastante conhecimento, planejamento e uma equipe competente. Mas seguindo as dicas acima, acompanhar a gestão financeira de startups torna-se uma tarefa muito mais fácil!

E você, já seguia alguma dessas dicas ou tem alguma outra ideia para compartilhar com a gente sobre a gestão financeira de startups? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *