O que um dentista precisa fazer para estar em dia com a Receita?

Tempo de leitura: 3 minutos

Como em qualquer outra atividade, dentistas também precisam se preocupar com a parte administrativa de ter um negócio. Não basta apenas prestar um bom atendimento aos pacientes; sem uma gestão financeira e contábil eficiente, é bem provável que a prática não apresente os lucros esperados ou, pior, fique ilegal perante a lei.

Profissionais do ramo odontológico também precisam se preocupar em estar em dia com a Receita para garantir a conformidade legal. Mas como fazer isso e quais são os aspectos que o dentista deve tomar cuidado? Leia esse conteúdo e fique por dentro do assunto!

Estar em dia com a Receita: escolhendo o regime tributário

Na hora de abrir um consultório, o primeiro passo para estar em dia com a Receita Federal é pensar em como será administrado financeiramente. O dentista possui duas opções nesse caso:

  • Trabalhar como profissional liberal: sem precisar abrir seu próprio CNPJ e registrando as despesas em um Livro Caixa;
  • Abrir a própria empresa: nesse caso, o consultório teria seu CNPJ e o dentista teria que optar por um regime tributário, como o Simples, Lucro Real ou Lucro Presumido.

Mesmo quem já tem seu consultório formado, é preciso pensar se a condição escolhida continua sendo a melhor para o seu caso. Não há resposta certa sobre qual das duas o dentista deve escolher; cada situação é diferente e é preciso avaliar com calma para definir qual vai te atender e te ajudar a reduzir custos com contabilidade.

Para o profissional que opta por trabalhar como pessoa física, as despesas dedutíveis devem ser registradas em um Livro Caixa, conforme falamos. Essas incluem aluguel, pagamento de funcionários, contas de serviços públicos, telefonia, compras de materiais para o exercício da função e administração do consultório.

A partir do lançamento das despesas e recebíveis, é que você chegará ao valor tributável. Se o resultado desse cálculo chegar ou ultrapassar a alíquota de 27,5%, com o valor de abatimento em 30%, é o momento de considerar a abertura de uma empresa para o consultório.

Tributação para dentista como pessoa jurídica

Como falamos, o dentista possui três opções de regime tributário como pessoa jurídica, após fazer a abertura do seu CNPJ como Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte. Os regimes tributários se dividem em:

  • Lucro Real: onde a empresa deve antecipar seus tributos mensalmente. Esse é um dos regimes mais custosos, só valendo a pequena para consultórios maiores;
  • Lucro Presumido: o percentual de tributação nesse caso é de 13,3% sobre o faturamento do consultório (vale checar se o percentual é o mesmo para o seu estado). Aqui, estão inclusos os impostos federais e estaduais, contudo, clínicas que possuírem funcionários devem considerar também o INSS Patronal sobre o valor bruto da folha de pagamento;
  • Simples Nacional: esse regime facilita o recolhimento de impostos pelo dentista para estar em dia coma  receita, contudo, geralmente a tributação nesse caso é maior do que no Lucro Presumido, sendo que o percentual de tributação pode variar de 16,93% a 22,45% dependendo do faturamento da clínica. Consulte a tabela VI da LC 123/06 para ver os valores.

O que fazer para facilitar a contabilidade?

Tudo isso pode parecer muito para lidar, ao mesmo tempo que administra sua prática odontológica. Por isso, o auxílio de uma contabilidade eficaz para orientar o dentista é fundamental. Além de apoiar na escolha do melhor regime tributário na hora de abrir o consultório, um bom serviço de contabilidade também ajudará o profissional a economizar com os tributos por meio da elisão fiscal.

Contudo, atualmente, é possível contar com serviços modernos e eficientes, que facilitam o trabalho do dentista permitindo que você foque naquilo que realmente interessa: sua prática odontológica. A contabilidade online automatiza processos antes manuais, reduzindo as chances de erro e auxiliando dentistas a encontrarem formas de reduzir os custos com tributações.

Tudo isso de forma de legal, de maneira que o profissional odontológico esteja em dia com a Receita. Entre em contato conosco e conheça nossos serviços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *